Dali(1904-1989)
A experiência sublime nos eterniza

Eternidade, eis uma palavra que provoca inquietação em todo mortal.

E a finitude humana é a razão de tal inquietude. Sendo mortais, aspiramos eternizar, senão a existência, pelo menos o registro de nossa passagem no universo. Daí que há milênios, acalentamos o desejo da existência duradoura.

Nem percebemos, mas todos os dias, algo acontece e nos leva a pensar na mortalidade com alguma vontade de driblá-la. (mais…)