van-gogh-noite-estrelada-d

Em tarde ensolarada de novembro, saí para comprar a agenda que usaria em 2020.

Virou hábito. Sempre que o tempo dobra a última esquina para acabar o ano, reservo um dia para comprar minha agenda.

Transformei esse ato numa ocasião anual para refletir sobre os passos percorridos no ano que terminará e sobre como caminharei durante o tempo que se aproxima.

(mais…)

Como se mover no jogo da vida?

Para nós ocidentais, temer o futuro é uma tendência arraigada.

É compreensível que certa apreensão quanto ao futuro apareça, pois quando pensamos nas ações e escolhas que o definirão, constatamos que nelas há sempre um elemento de aposta, o que nos impõe sentimentos de incerteza.

Ocorre que diante das incertezas e apostas, costumamos assumir duas posturas: apegamo-nos a ilusões ou fugimos para não nos confrontarmos com receios e temores. (mais…)