O que faz de alguém um ser admirável? (Parte 1)

Fazer-se admirável ...

Fazer-se admirável …

O que faz de uma pessoa um ser admirável?

Há tantas respostas para essa pergunta quanto existem tipos de pessoas e preferências na terra. Mas podemos resumir essa variedade em um núcleo comum de aspectos que na história humana, tem feito de seus detentores seres que causam admiração: amor, beleza, conhecimento, felicidade, fortuna, sabedoria, saúde e sucesso.

Em cada época, esses aspectos são expressos de diferentes formas. Mas parece não haver dúvida de que eles são capazes de atrair a cobiça humana. E as pessoas detentoras de alguns desses “dotes” serão, possivelmente, mais admiradas pelos que mais valorizam o que elas possuem.

O objetivo de todos é ser aceito. Na base da aceitação social está implícito algum nível de admiração. Razão porque, todos, de um modo ou de outro, procuram ser pessoas admiráveis.

Não existem fórmulas mágicas que nos transformem em um ser admirável. Há sempre algum esforço ou investimento pessoal. Mas será que não existem atalhos para ir direto ao ponto certeiro? A vida é provisória, os obstáculos, numerosos e queremos muitas coisas. Por isso, buscamos atalhos.

Em ‘Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres’, Clarice Lispector diz da personagem Lóri, que busca ser amada: ‘Não era à toa que ela entendia os que buscavam caminho. Como buscava arduamente o seu! E como hoje buscava com sofreguidão o seu melhor modo de ser, o seu atalho…’

Quem sabe somos semelhantes à Lóri. A diferença é que uns buscam amor como a personagem de Lispector; outros procuram dinheiro, outros anseiam por sucesso, outros mais perseguem a sabedoria, o vigor físico ou a saúde. E aí vamos vida afora. Uns mais perdidos, outros mais orientados. Mas, de um jeito ou de outro, o que nos marca como seres com histórias em comum é o desejo de ser aceito no clube das pessoas admiráveis ou, pelo menos, das não rejeitadas.

Um bom atalho  para ‘entrar no clube’ é observar pessoas admiráveis. Nos aproximarmos, reconhecê-las com humildade. Sem medo de parecer inferior diante de alguém considerado ‘grande.

E a receita é antiga. Na Idade Média os aprendizes “colavam” nos mestres de ofícios para aprenderem sua arte e até superá-los. Os alunos de Hipócrates, o pai das artes médicas, não desgrudavam do hábil professor. Os discípulos de Sócrates o rodeavam como andorinhas em volta do entardecer. E as jovens mulheres do Oriente observavam suas mães e avós na arte de seduzir e manter um esposo conforme os costumes. Já os jovens chineses acompanhavam os pais para se tornarem exímios plantadores de arroz…

Continua na parte 2

Base ou topo? Ou ....

Base ou topo? Ou ….

Um comentário sobre “O que faz de alguém um ser admirável? (Parte 1)

  1. lucia vasconcelos disse:

    “O que faz de alguém um ser admirável?”

    Profunda reflexão… Como sempre, você nos surpreende amiga!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s