Como Fazer e Cultivar Amigos

Giorgio_De_Chirico-Hector_and_Andromache
Amigos são abrigos

Será que, de vez em quando, nos perguntamos sobre como somos vistos pelos amigos?

Em algum momento, questionamos as posturas adotas no convívio social?

É certo que a autocritica não é fácil, mas é exercício indispensável à avaliação do estilo assumido no convívio, visando aperfeiçoá-lo.

O estilo pessoal adotado no convívio social tem efeitos duradouros na autorrealização. Sendo requisito a uma vida bem realizada, a repercussão de como nos ligamos e integramos socialmente não se esgota no presente, ao contrário, define muito de como nos sentiremos no futuro.

Hoje, a sociabilidade habilidosa é especialmente crítica para a vida bem realizada. Não é por acaso que nas entrevistas de emprego, por exemplo, a capacidade de manter amizades duradouras é vista como indicativo de personalidade sociável e de perfil apto às relações de trabalho bem-sucedidas.

Essa presunção faz sentido, afinal somos seres relacionais. Ao nascer, somos lançados no centro de vidas que se entrelaçam e passamos a ser parte de uma complexa teia de interdependência social e afetiva. Diante desse fato inquestionável, é impossível ignorar que precisamos conviver bem.

As amizades são um campo especial de convivência. Nelas, além da troca social, há um intercâmbio afetivo mais íntimo e propício às trocas humanas genuínas. Por meio dos amigos, nos sentimos validados como capazes de interagir de forma empática, útil e recíproca.

Historicamente, a capacidade de manter amizades é vista por muitos filósofos e psicólogos como habilidade humana elevada. Sêneca, filósofo estoico, já apontava essa habilidade como uma alta virtude relacionada à capacidade de ser confiável. Montaigne foi outro pensador a defender o valor da amizade para uma vida feliz. Sua ligação com o amigo La Boétie foi testemunha viva de como a amizade cumpre papel fundamental na autorrealização.

A questão é que nem sempre estamos abertos ao convívio e à amizade. Há pessoas, inclusive, para as quais interagir chega a ser um fardo. Trocar um simples ‘olá’ é uma tortura. Assim, conscientes das próprias dificuldades, essas pessoas preferem o distanciamento social, mas dessa forma, a dificuldade só piora, pois as habilidades sociais se aperfeiçoam com a prática.

Não há dúvida que a convivência humana é complexa, mas é possível adotar práticas que nos ajudem na inserção afetivo-social e nos livrem dos prejuízos de uma sociabilidade mal sucedida e de seus efeitos maléficos.

Para esse intento, algumas medidas podem ajudar.

O primeiro passo é manter-se acessível e com ânimo positivo; para tal é preciso ter a mente aberta para identificar  preconceitos que distanciam pessoas e grupos.

Manter a disposição ao acolhimento atrai companhia, para isso, é fundamental despir-se do orgulho e do medo de ser rejeitado.

Os primeiros momentos são cruciais, portanto, quando conhecer alguém, haja com tato e sensibilidade para produzir uma primeira boa impressão. Nada de excesso de formalidade ou afetação, os gestos simples podem  ter efeitos significativos para promover aproximações agradáveis e aptas ao progresso.

Atente para suas atitudes. Elas desencadeiam reações de atração ou aversão em relação a você. Opte por posturas que criam atmosfera agradável e ajudam a imprimir uma aura atraente à sua presença (olhe nos olhos quando fala, sorria, mostre interesse pelo outro, seja bom ouvinte).

Haja com empatia. Cumprimente de forma calorosa (sem efusividade em demasia, mas com calor humano); atente ao que você diz (comentários inocentes podem ser mal interpretados); evite centralizar conversa e dê oportunidade para que o outro fale de si.

O importante é rever crenças e atitudes e começar a revitalizar seu círculo de amizades.

 

The Painter's Family 1926 by Giorgio de Chirico 1888-1978
A amizade é afiliação

Posted In:

39 Comments

  1. Um dos melhores presentes que recebi no dia de hoje foi esse ensaio maravilhoso de uma pessoa por demais importante para a minha vida – Liduína.
    Admiro-a por tudo o que ela é e pelo o que ela não é. Pessoa das mais pura amizade, sincera até dizer basta, ética e acima de tudo, cuidadosa. Difícil de encontrar nos dias atuais.
    Muito obrigada, de coração, corpo e alma.

  2. Liduina,

    Seguramente começarei a semana laboriosa mais enriquecido. Este ensaio reflexivo sobre a dimensão do relacionamento humano é oportuno e (re)direcionador de comportamento amigo.

    Beijos no seu coração e em que mais ler os comentários.

  3. Apesar de saber de seu enorme potencial e talento como escritora, fico agradavelmente surpresa a cada leitura, a cada mergulho em seus ensaios…
    Continue nos encantando. Voe alto!
    P.S: Sempre lamentarei não ter aproveitado bem o período em que você estava trabalhando aqui em Natal. O meu momento pessoal conturbado não permitiu, infelizmente…

  4. Querida Lidu…..que prazer e que responsabilidade poder considerar você como minha amiga!!!!!!!!!!!
    Amigos são testemunhas de nossa presença no mundo.
    Espero conseguir retribuir,em algum grau,este sentimento de bem estar tao bom que voce consegue exalar e transmigrar desde fortaleza ate sp deixando muito alento, muito aconchego em meu coração e acredito em todos seus leitores.
    Grande beijo
    Marcita

  5. É interessante, Lidú, que a amizade pode surgir assim, como no nosso caso, poucos encontros, poucas conversas e um carinho muito grande! Parece que te conheço há tanto tempo! grande beijo.

  6. Que leitura agradável e enriquecedora. Esse texto sobre relacionamentos é, sem dúvida, um forte alimento para a semana que começa.

    Muito obrigado, Lidú, por mais este presente.

    Abraço

  7. Preciosa Lidu,
    Existe um termo que nós usamos muito na net…(moita)rsrs. Sempre venho aqui beber dos seus ensinamentos e esse tema é lindamente dominado por voce!
    Me sinto feliz por te conhecer…infelizmente tivemos poucas oportunidades para nos conhecer melhor, mas saiba que te admiro muito e sinto um imenso carinho que é extensivo a toda a sua familia.
    O seu talento flui naturalmente e sou daquelas amigas pra toda vida.
    Parabéns e obrigada por me deixar fazer parte um pouquinho desde espaço.
    Beijo.

  8. Bom dia, Liduína!!!!
    É com alegria que leio os seus ensaios. SEMPRE tão claros, objetivos e que trazem a mensagem calorosa, cheia de sabedoria que a gente precisa ter, para ir destrinchando os caminhos da vida. Que Deus a abençoe e a presenteia sempre com mais sabedoria!
    Um fortíssimo abraço e obrigada por me deixar compartilhar dos seus ensaios!

  9. Lidu,

    Legsl você trazer esse tema. Sempre converso com os participantes do Bem vindo ao BB sobre a questão do Network, visto de forma pejorativa como favorecimento. Tento desmanchar essa impressão. Daqui para a frente, recomendarei seu blog na sala de aula, excelente para reflexões e condizente com a modernidade.

    Abraço com carinho e saudade, Ceci.
    Ceci

  10. 11. Lêda Carneiro – 04.04.2011
    Querida Liduina
    Parabéns e obrigada por me deixar compartilhar dos seus ensaios. Gosto de tudo que voce escreve com tanta simplicidade e sabedoria. Que Deus a abençôe e lhe dê mais sabedoria . Beijos! Lêda

  11. 11.Lêda Carneiro – 04.04.2011

    Querida Liduina

    Amei esse texto sobre relacionamento humano. Obrigada por compartilhar comigo os seus ensaios. Me deliciei com a leitura agradavel desse texto onde você escreve com tanta sabedoria e simplicidade. Que Deus a abençôe e ilumine seus caminhos sempre. Beijos!

  12. Liduína,

    Compartilho com você a importância da amizade. Ela nos permite estabelecer boas relações no trabalho, na família, nos lugares onde andamos. Construí-la é uma forma de marcarmos a vida das pessoas com mensagens de amor, carinho e respeito. Para sermos felizes temos que viver em amizade.

    Um grande abraço!

    Audízio

  13. Doce Lidu,

    Vc. aborda um tema muito importante nos dias de hoje. Vivemos de forma tal que sequer conhecemos nossos vizinhos. E as pessoas passaram a gastar a maior parte de seu tempo se isolando em frente a um computador. Alguns se arriscam a uma amizade virtual(ressalvo que se esta tiver as características das boas amizades presenciais, pode ter influencia benéfica). Mas, será que os benefícios dessa conversa seriam os mesmos se houvesse a aproximação das pessoas? Acredito que não.
    A ciência passou a se preocupar com os benefícios da amizade, pois alguns profissionais da área da saúde entendem que, se não temos amizades, experimentamos o isolamento, a solidão e sentimentos associados a doenças. Amigos podem aumentar nossa esperança, que está associada a um melhor desempenho de nosso sistema imunológico. E aí, estimada Lidu, digo que até para a saúde, amigo faz bem!
    Tom Rath, pesquisador da relação entre a amizade e satisfação profissional, afirma em seu livro “O Poder da Amizade” que quem tem um grande amigo no trabalho é sete vezes mais produtivo, mais criativo e mais engajado nas propostas da empresa do que aquele funcionário que não consegue se relacionar com os colegas. Quem tem três bons amigos apresenta 88% de chance de ser mais feliz na vida pessoal do que o sujeito isolado ou tímido. Só o fato de ter amizades sólidas com os colegas de escritório aumenta em 50% a satisfação do empregado.

    Parabéns, um grande abraço e muitos acessos ao seu Blog. Enfim, vc. é uma guerreira!

    Marlene Luz

  14. Oi, Lidu !!!!!

    Bom ler alguém que fala de tema tão singelo e tão complexo como a amizade e as relações entre pessoas…
    Vivemos um tempo em que, muitas vezes, as questões pessoais são atropeladas por questões profissionais, não se permitindo que uma apóie a outra. Tempo em que muitas vezes o conquistar a todo custo atropela o afeto e o carinho necessário na com-vivência do dia-a-dia.
    Valeu o lembrete no email, valeu a leitura num dia que foi tão denso e dolorido para mim em termos pessoais.
    Abraço fraterno,
    Edi

  15. Lidú,
    Quão bom é ser lembrado do valor da amizade, algo q nos dias atuais pouco tem sido valorizado! Eu acredito, e sempre acreditarei, por causa de pessoas como você, que escrevem e agem como tal.
    Viva a amizade!!!

    1. Oi Lidú!

      Concordo com o Luciano sobre a importância de sempre se relatar sobre o valor da amizade. Na minha visão, a amizade é ampla, cheia de características e possibilidades. No entanto, nos dias atuais, o ser humano tenta molda-la apenas as suas necessidades momentâneas.

      E repetindo o Luciano,
      Viva a amizade!
      Bjos

  16. Oi Liduina,

    Belíssimo texto! Nos faz refletir na beleza da amizade!

    Infelizmente, muitos “agem como se fossem náufragos autossuficientes,isolados em ilhas desertas…” até constroem um cerco em suas vidas para que nada invada o seu “paraíso”, mas não conseguem perceber que dele, muitos não desejam participar!

    A amizade é um bálsamo! Como é maravilhoso ter amigos…

    Um grande abraço!
    Lúcia.

    1. Lidu,

      maravilhosa reflexão !!!!veio confirmar meus valores em relação a amizade, que vale a pena cultivar e investir em nossos relacionamentos.
      Tem uma cantiga de meus tempos de primário que não me esqueço:
      “amizade é na vida uma canção/ amizade faz florir o coração/ ter amigo é fazer, ao amigo todo bem/ como é bom saber amar algúem ”

      Abraço grande,
      Dirleg

  17. Querida Lidu,

    Belo texto, bela reflexão.
    Precisamos mesmo cuidar das nossas relações, tão desgastadas ultimamente. Os filósofos já sabiam disso há muito tempo. Bjs

  18. Amiga Lidu,

    Você foi minha educadora somente por uma semana, mas como aprendi a lhe admirar, pois naquele período ficou patente não somente o seu enorme potencial técnico, mas também o humano. Olhe que já se vão mais de 10 anos e ainda guardo com carinho o seu comportamento, sua amizade com todos daquela turma, espelhado neste texto maravilhoso.

  19. Lidu,sabemos que trazes o talento para escrever, portanto a leitura de teus textos nos gratifica, nos envolve; mas como expressar a força do que tu escreves? de onde ela vem? qual a brisa , que em se transformando em forte vento, que refresca e orienta, tem um nome mais apropriado do que SER? é brisa do amor que carregas, da coerência de tuas atitudes que fortalecem tuas palavras, é a meLhor avidez pela sabedoria, que carregas no que tu és, e que nos dá essa enorme sede de aprender; obrigada e obrigada, um beijo, que orgulho que tenho de ser tua amiga! e de ser tua irmã? não sei definir, só sei que aprendo todos os os dias o melhor, mel de abelha, abelha alegre e colorida que povoa nossos jardins! beijo e PARABENS!
    JOVINA

  20. Cara amiga,
    Que saudade! E também da Cacilda, presenteada com esse belo ensaio!
    Meu pai me ensinou a importância de se ter amigos, dizendo-me “que pode até faltar dinheiro, mas amigos há que se ter em abundância, de preferência sempre um bem perto, onde quer que se esteja “.
    Parabens! Continue brindando-nos com sua sabedoria e sensibilidade.
    Beijo. Conceição

  21. Cara Lidu…
    Muito obrigada por compartilhar sua sapiência com esse belo ensaio.
    Parabéns amiga. Um grande abraço
    Romério

  22. Lidu,
    Que texto lindo, um trabalho que merece mesmo ser compartilhado, assim como as amizades.Atrevo-me a usufruir dos benefícios da sua amizade.Parabéns pela sensibilidade e talento.

  23. Querida Lidu,
    É sempre bom ler o que você escreve e este texto em especial está muito lindo.
    Sinto saudades, mas sou feliz por poder compartilhar a leveza e sabedoria desse ensaio. Parabens! Um grande abraço.
    Silvia

  24. Lidu,
    Quando eu crescer quero ter amizades como a sua e da Cacilda. E que Homenagem, hein? Um Festschrift! Sinto-me feliz por poder participar desse fantástico ciclo de amor-conhecimento-amizade.

  25. Liduína,

    Texto perfeito, super agradável e importante para os dias atuais. Muito bom mesmo!!!! Cacilda você merece!!!!

    Abraços. João Henrique

  26. Cara Liduina,

    Olha a coincidência. Acabo de ler excelente livro: As Relações Humanas – A amizade, os livros, a filosofia… que traz cartas de Sêneca ao amigo Lucilio.Consta,inclusive, a citação do filósofo Áttalo, que você destaca no seu belíssimo texto. Bem se vê como você concilia tão bem leitura e escrita. Está de acordo com a límpida lição de Sêneca em uma de suas Cartas: “Não se deve limitar-se a praticar ou a escrita ou a leitura: uma dessas atividades cansa as nossas forças e as leva ao esgotamento – falo da escrita; a outra as relaxa e descansa. É preciso passar de uma pra outra e encontrar um equilíbrio entre ambas: assim, tudo o que a leitura captou, a escrita juntará numa composição. Devemos, como se diz, imitar as abelhas: elas voam de flor em flor e escolhem as que lhes permitem fazer o mel; depois, dispõem e repartem nos favos tudo o que juntaram” (Carta LXXXIV). E para marcar que a sabedoria se divide com um amigo, Sêneca diz em outra Carta: “…se tenho prazer em aprender é para ensnar; nenhuma descoberta poderia interessar-me, por mais útil e importante que fosse, se eu tivesse quer ser o único a lucar com ela. Se me dessem a sabedoria com a condição de que eu a guarde para mim sem poder transmiti-la, eu a recusarei. Não é agradável possuir um bem quando não podemos dividi-lo”.
    Você, Liduina, aprende e apreende ricos e sábios ensinamentos, e partilha-os com os amigos. É um atitude de verdadeira amiga e notável educadora. Parabéns pelo ensaio.

    Um forte abraço,

    Mauricio

  27. Lidu… Como sempre surpreendendo as pessoas, hein? Dessa vez a Cacilda deve ter ficado “Caladinha” mesmo… Degustando essas palavras a ela oferecidas.
    Dizem que fica sempre um pouco de perfume nas mãos que oferecem rosas e, em você Lidu, devem ficar muitos, mas muitos sentimentos quando afloras com sua sensibilidade e consegues tocar o coração das pessoas. És muito especial. E com esse ensaio, adentrastes no fundinho do fundão dos corações daqueles que acreditam na força de um relacionamento, seja ele qual for. Saudades…

  28. Falar da amizade, algo sempre nescessario em dias que a humanidade deseja paz. o valor da verdadeira ami-zade se dá quando faz uma dedicação especial a amiga e Companheira de luta. Arildo

  29. Cara Liduina,

    Adorei o texto.Por mais que se leia sobre relacionamentos parece ainda pouco.As nossas atitudes, palavras, gestos têm um poder enorme. E você faz isto positivamente.Abç…Vilani

  30. Lidu,

    Adorei seu texto sobre a amizade. Como todos os outros, são sábias reflexões sobre o que dizem os grandes pensadores e de vivências suas que coloca de forma tão simples e genial.
    Grande abraço.

  31. Querida Liduína, parabéns pelo lindo texto! Quem te conhece, sabe que tudo o que vc escreveu não é mero discurso. Faz parte da sua prática. A amizade, o amor amigo, é uma das coisas que de melhor nos resta neste mundo.
    beijão!

  32. Gente, ainda não havia lido esse ensaio. Que linnnndo! E que presente maravilhoso! Parabéns, amigas Lidú e Cacilda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s