Promessas para antes que o ano acabe…

Envolvimento e coerência tornam a ação perfeita…

Novembro. Penúltimo mês do ano. Começam as inquietações quanto às promessas feitas  na passagem do ano.

E o balanço é positivo? O que foi realizado é satisfatório? o que foi adiado? E o que impediu a materialização dos compromissos firmados?

O balanço anual não retrata apenas uma porção de desejos. Ele revela muito do jeito de ser e atuar de quem prometeu.

O ritual da lista de desejos é benéfico. É bom estabelecer um período  para demarcar o que buscamos. Desdobrar propósitos em objetivos força-nos a avaliar a materialização progressiva dos propósitos de vida.

Estamos no que fazemos. As promessas de fim de ano são projeções de nós, da forma como nos movemos para o futuro. As ações são o próprio sentido do que somos. Seja a criança que brinca, o filosofo em reflexão, a pessoa comum na sua rotina ou  o artista em processo criativo, todos construímos futuro realizando ações.

E o futuro depende em muito do poder realizador e da eficácia das ações realizadas.

Se precisamos agir e agir com eficácia, há um modo de agir imanente às realizações eficazes?

Talvez um imagem ajude a responder à pergunta. Vamos pensar em um menino brincando com o um pião. O garoto olha o brinquedo buscando compreender a sua lógica. Apreende-a encantado com a possibilidade de ele próprio ser capaz de por o objeto em movimento estável. Então, firma o dedo indicador no pino e os demais dedos prendem o cordão em volta do pião. Cria-se uma grande intimidade entre desejo, maõs, objeto, olhar e movimentos e ele consegue imprimir estabilidade do giro do piao. Então, o girar silencioso e fixo do pião irá extasiar não apenas os seus olhos, mas entranhará alegria na sua própria alma. Ele se sentirá capaz e satisfeito com o que realizou.

Essa imagem encarna qualidades essenciais do agir que levam à eficácia:  foco, envolvimento e coerência.  Na imagem, o pião, o menino, o chão e o cordão estão em profunda imanência, como devem estar as ações, as metas e os propósitos que nos ligam ao que precisamos  realizar. Não se trata de querer a perfeição inatingível que imobiliza e leva a uma coleção de promessas frustradas, mas a compreendo de que quanto mais focada, consciente e decidida for a ação, maior a predisposição para a boa luta e maior senso de realização no final.

Bernard Shaw mostrava-se descrente quanto à capacidade humana de aprimorar-se. Ele dizia que os homens só conseguiriam fazer algo de realmente bom se pudessem viver até os 300 anos. Mas, talvez em sua declaração ele quisesse criticar não uma suposta natureza humana fadada à imperfeição, mas à ação irrefletida que não busca o aperfeiçoamento.

A força do pensamento positivo tem sido proclamada como o segredo da realização infalível. Mas  nada substitui o espírito focado e a ação decidida.  Talvez o segredo não seja apenas um. Quem sabe o verdadeiro mistério seja descobrir que precisamos aliar pensamento positivo, visão focada e ação eficaz.

Nos Lusíadas, Camões valoriza esse tipo de ação. Ele as exalta em versos como esse: “E aqueles, que por suas obras valorosas se vão da lei da morte libertando.” Linhas poéticas ensinando-nos que as ações são capazes de nos conferir eternidade pela grandeza e qualidade e imprimem grandeza à existênciaé conferida pela grandeza com que encaramos as tarefas que precisamos realizar.

Agora, é colher a lição dos mestres e revisitar as promessas feitas no início do ano. Quem sabe ainda há tempo de realizá-las parcialmente ou replanejá-las? Quem sabe é possível fechar o ano, não com um baú de frustrações, mas como um celeiro de planos realísticos e coerentes com a história  que queremos construir?

Toda ação tem o seu próprio e necessário esforço…

8 comentários sobre “Promessas para antes que o ano acabe…

  1. Alussandra disse:

    Pra variar, adorei o texto Liduína! Muito oportuno e bem redigido. Peço permissão para compartilhá-lo com colegas na empresa onde trabalho. Beijos!

  2. Mônica Soares disse:

    Liduína, não tenho grandes pretenções na vida. Penso às vezes que isso seja um defeito, falta de foco, objetivo, não sei. Mas logo volto a pensar que já sou tão privilegiada com tantas coisas, que parece natural aquilo que recebo como resultado do esforço cotidiano. Você é sempre muito profunda.
    Um grande abraço, saudades…

  3. Jovina Gomes Benígno disse:

    Lidu, que gostosa e sóbria essa reflexão, que, na realiadade é sobre o exercício do livre arbítrio, aquele com que DEUS compõe nossa existência juntuamente com a vontade Dele;
    Muito importante quando você fala sobre ” espírito focado e sobre ação decidida”, acho que a chave para conseguirmos nossos sonhos/objetivos está nesses dois pontos que você, como mestra das reflexões humanas, tão bem considerou;
    Fez-me lembrar de um poema que escreví em 2003 chamado O Homem e o Pião, em que, se me recordo eu escrevo: “… e antes que eu esqueça que o mundo é um pião que desde o primeiro dia escapou de nossas mãos..” , e depois: “… que Jesus com um gemido , em um último suspiro, reconheceu que sua vida não era sua ,era D’ Ele, numa grade aceitação , de que a vontade de Deus é a que tem num pião..”;
    Achei espetacular como você lida com a força e a capacidade de de mudanças ; VOCÊ É DEMAIS!!!PARABENS
    JOVINA

  4. Lidu querida,
    eu adoro os rituais de final de ano. Gosto de estar perto do mar, de observar seu movimento de levar e trazer as águas, as lembranças, os sonhos. Há anos, eu e algumas amigas elaboramos nossos “Mapas do tesouro”, onde de forma plástica retratamos nossos desejos para o ano que se aproxima. De quando em quando, me debruço sobre o meu mapa e observo, replanejo, comemoro. O curioso é que desde que comecei a “olhar” para os meus planos, eles se tornaram mais próximos e palpáveis. Antes que 2010 se vá, lembrarei com carinho das minhas conquistas, aceitarei resignada aquilo que não foi possível fazer e, movida pela fé e pelo amor imenso que tenho pela vida, traçarei novos planos.
    Obrigado.
    Seu texto iluminou o meu dia.
    Beijos!

  5. Valeska disse:

    Lidu, também gostei demais do seu texto, não só pela coesão e clareza características do seu estilo, mas também pelo tema que você abordou. Durante esta semana, comecei a refletir sobre as promessas que fiz no fim do ano passado, as ações desenvolvidas e os resultados atingidos. Depois do balanço, virão as promessas e os projetos para o ano que virá. E assim é a vida!!! Beijão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s