O exemplo inspira e arrasta…

Os exemplos iluminam...

Os exemplos iluminam…

Examinando a trajetória de pessoas notáveis é perceptível o fato de essas personalidades reverenciarem biografias exemplares e nutrirem reverência aos mais velhos como fonte de exemplos. E a fidelidade aos ideais dos antepassados e orgulho do legado das lutas e sacrifícios dos ancestrais é outra marca dos que buscam construir uma história de vida digna de deixar à sua descendência, exemplos edificantes.

Saber se apropriar da inspiração e da força que vêm dos grandes exemplos, tudo indica, é signo e fonte de sapiência.

Não é fortuito que a humanidade no momentos críticos ou dilemáticos tem invocado o modelo de vida de figuras históricas consagradas pelas lutas por igualdade e liberdade. As palavras de Abraham Lincoln,Martin Luther King, Ghandi, só para citar alguns, têm povoado os discursos ou apelos dos que tentam inspirar pessoas para escolhas mais dignas e promotoras da condição humana que valoriza valores universais como respeito, dignidade e vida.

É necessário lembramos que nossos ancestrais foram firmando visões e abrindo veredas para que  pudéssemos continuar  a  caminhada com menores percalços e vicissitudes. Sobretudo é preciso incorporar com gratidão e humildade o espírito de serviço e a grandeza dos que se dispõem a dar tudo de si nas tarefas mais difíceis para que seus semelhantes possam colher frutos mais doces e realizar escolhas mais dignas.

O sucesso nunca é construído solitariamente. Ele é lavoura bem sucedida dos que têm disposição para buscar inspiração  em pessoas que admiram e que consideram maiores que eles próprios. Se olharmos para a História veremos que os exemplos de dignidade, força e simplicidade que têm nutrido a ação de gênios, empreendedores e benfeitores são lições bem aprendidas por quem cultivou a atitude de reverenciar e se apropriar dos exemplos  de forma robusta.

Por tudo isso, é sempre bom parar e refletir sobre nossa disposição de ânimo e abertura de espírito para incorporarmos exemplos  à nossa trajetória para inspirar grandeza às nossas vidas . Algumas perguntas podem ser orientadoras dessa reflexão: sabemos quais os propósitos que embalam ou embalaram nossos pais,  avós, antepassados sanguíneos ou históricos? Buscamos conhecer os sacrifícios dos vultos históricos que lutaram para firmar a autodeterminação do nosso país? Incorporamos a força do exemplo e a reverência aos mais velhos como colunas na educação de nossos filhos?

É fato que o  ser humano aprende muito por mimetismo ou seja, pela imitação dos seus pares. E quando imitamos, podemos adotar modelos bons e ruins.  É comum presenciar a ruína de pessoas que  se limitam a reproduzir comportamentos desesperados ou desestruturantes .

Esses indivíduos, talvez não consigam romper e sair do circuito estreito do imediatismo. Eles não conseguem contrapor a um cotidiano sem perspectivas, um olhar para além da rotina e enxergar que são continuação de percursos inspiradores de força, dignidade e grandeza que possibilitaram sua existência.

Quantas dessas pessoas se pudessem contar com o amparo de uma boa referência, não incorporariam o espírito duradouro da vontade de realizar um propósito e  conseguiriam recomeçar e construir experiências edificantes?

Somos seres de desejo e direção, o que nos leva a perseguir objetivos, a construir sonhos. Mas também somos seres de desamparo. Precisamos de referências para sentir que não estaremos sozinhos quando fraquejarmos ou vacilarmos.

O exemplo é fonte de amparo. Com um bom exemplo na memória estamos bem acompanhados.   Não é à toa que na hora decisiva, o atleta lembra as grandes marcas conquistadas por seus ídolos e é capaz de  superá-los. Ele segue alimentado pela certeza de que outros já experimentaram  os percalços do caminho. Então é possível imitá-los e buscar superação.

Outro dia, no supermercado, vi um jovem casal e seu pequeno filho. A criança fazia birra,  rolava no chão e vociferava palavras de ofensa.  Queria que fosse comprado algo não recomendado para ele. Os  pais, sob olhares reprovadores, tentavam minimizar a cena. Mas era possível ver que estavam desnorteados quanto ao seu papel. Incapazes de exercer influência positiva sobre o pequeno.

Somos  os exemplos e a orientação mais presentes na vida dos  filhos. Mas, hoje, é comum perceber que, com medo de agirmos de forma repressiva, condenamos nossos filhos ao desamparo da falta de limites e referências dados com amor e respeito. O que não compreendemos é que o poder permeia as relações humanas e  toda relação educativa é uma relação de poder.

Quando deixamos nossos filhos sem orientação e  sem limites, estamos exercendo o poder de agentes educadores da pior forma. Delegamos esse poder a seres incapazes de  exercê-lo de forma sensata. É uma inversão que nega o próprio sentido da educação. Na cena do supermercado, o filho exercia  poder manipulatório sobre pais perdidos quanto à sua verdadeira função.

A vida é uma teia. Tudo está interligado. Quando esquecemos isso, cortamos nossa ligação com as referências e esquecemos dos papéis que desempenhamos: pais, profissionais, amigos, membros de uma sociedade. E não tem saída. Ficamos desamparados.

E então, a alternativa é agir como o menininho do supermercado.

Ele  aprendeu  que ao  desejar  algo não precisará conquistar ou abrir mão se for o mais sensato e responsável; bastará espernear,  chutar alguém e seu objetivo será CONCEDIDO. O que nós  pais não percebemos, muitas vezes, é que o imediatismo não forma construtores de sonhos e vitória.

Somente, honrando e dignificando bons exemplos, incorporamos os valores do respeito, da convivência  e da responsabilidade a serviço do projeto humano na terra  que vem sendo tecido, na caminhada do homem, desde o primeiro passo.

Somos todos parte disso.

9 comentários sobre “O exemplo inspira e arrasta…

  1. Kuki Viero disse:

    Oi Lidu,
    Parabéns! Os artigos são excelentes.
    Ao ler este último, fui lembrandos dos exemplos que tive de pessoas de minha família (mãe, avós, tios e tias) e que me auxiliaram a agir observando determinados valores. No trabalho também tive a oportunidade de conviver com colegas de conduta exemplar, nos quais busquei inspiração.
    Sei que ainda tenho muito a aprender, por isso procuro me manter atenta aos bons exemplos e procuro, dentro de minha limitações, tirar deles algum aprendizado.
    Falando em exemplos, parabéns mais uma vez pelo belo exemplo em construir o blog e compartilhar teu conhecimento e reflexões. Só faz isso quem tem amor pelo próximo no coração.
    beijo,
    kuki

  2. Amanda disse:

    Oi D. Liduína!!

    Bons exemplos sempre nos fazem refletir se estamos fazendo o melhor do melhor que podemos ser.
    Leitura inspiradora no seu mais amplo significado!

    Obrigada!
    Beijo no coração!!

  3. Nara Neide Teixeira Soares de Lira disse:

    Lidu, seu texto sobre o exemplo me faz sentir extremamente orgulhosa em ter você como amiga e exemplo para mim. Durante o período em que trabalhamos bem próximas em Brasília pude perceber o quanto você é especial.
    Blogs como o seu são uma inspiração para que saiamos de nosso comodismo e nos coloquemos à disposição do outro, para construirmos um mundo melhor.
    Sei que ainda tenho muito para aprender, mas esta lição eu já internalizei: devemos sempre olhar para os bons exemplos para nos inspirarmos a ser pessoas melhores.
    Obrigada pela amizade.
    Nara

  4. Ianna Wivianne disse:

    Oi Liduína,
    Essa reflexão é muito interessante, pois me faz lembrar que em várias situações, procuro me espelhar em alguém que admiro, e assim seguir exemplos de pessoas que conseguem vencer os obstáculos da vida. E se os nossos exemplos de vida atingem o sucesso, qualquer um com a mesma força de vontade irá chegar tão longe quanto. No entanto, tudo isso não é apenas para se destacar entre as pessoas, pelo contrário, é para nos sentirmos pessoas melhores a cada dia e com um único objetivo… SER FELIZ.

    Ianna.

    • blogdotriunfo disse:

      Ianna,
      Realmente, suas palavras são pertinentes. Hoje, todos confundem ser bem-sucedido com fama. se destacar seria uma conseqüência, mas realmente, isso não passou pela minha cabeça, quando escrevi o texto.
      Falo de usarmos os exemplos para construirmos um processo civilizatório digno, edificante para o seu humano, para o universo, para Deus emfim.
      Se você ler o primeiro texto publicado (Quero vencer….) no blog verá que para o blog do triunfo, ter sucesso, se destacar passa por outra ordem de valores.
      Venero os exemplos de meus antepassados, amo o exemplos de meus familiares e respeito e agradeço os exemplos dos amigos e contemporâneos. Pessoas que em algum nível dividem o cotidiano, a vida familiar e dão exemplos. Como o seu, por exemplo. De alguém batalhadora, com um objetivo na mente e disposição de ânimo para vencer os obstáculos.

  5. Exemplo é a palavra-chave.

    É interessante observar pais dizendo aos filhos que mentir é errado mas ao tocar o telefone escutamos aquele “diz que eu não estou”. Roubar é errado, mas são os primeiros a se apropriar do que não lhes pertence ou usufruir do patrimônio público – ou mesmo de empresas privadas – para benefício pessoal.

    Nos tempos áureos do império romano, os pais davam os filhos para serem educados pelos mais sábios. Com isso conseguiam dois grandes feitos: os filhos eram educados por pessoas que sabiam como fazê-lo e, ao mesmo tempo, perdiam a noção de “meu” filho e “teu” filho. Todos eram pais e todos eram filhos: uma grande família, onde agora havia “nosso” filho.

  6. Sônia Gomes disse:

    Lidu,

    Comecei a ler os artigos do blog e estou amando.

    Os artigos vão ao encontro do trabalho que faço com os jovens aqui no Parajuru. Aqui o nosso grupo busca uma educação mais íntegra de valores e a partir da consciência da necessidade da disciplina para o estudo e a compreensão da aplicação dos valores na vida surge a esperança dos destaques na vida.

    Aqui nós também usamos os exemplos, os dos grandes feitos históricos e os dos conterrâneos para facilitar mais a caminhada, e tornar possível ser o cidadão e conquistar seu espaço.

    Beijos,

    Ha! me aposentarei em 01.07.2014 Graças a Deus.

    Sônia Gomes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s