A viagem para o triunfo

La Bluise Roumaine, obra de Matisse
Prevalecer sobre dificuldades, distinguir-se dentre  mares de obstáculos

‘Quero vencer na vida!’.

Quem, em algum momento, jamais pronunciou essa frase?

O desejo de sentir-se bem sucedido é natural. Por isso, todos querem fazer valer sua história, sentir-se parte e deixar marca singular na comunidade humana.

Mas o que significa triunfar?

No sentido original, o termo triunfar está ligado a guerras e disputas violentas, significando exatamente prevalecer sobre o inimigo e apropriar-se do que é seu.

Triunfar é tão decisivo para firmar países e vilas como capazes de feitos extraordinários, que é comum ver cidades que constroem arcos triunfais nos portões para destacá-las como vencedoras. Um exemplo é Paris cujo arco triunfal de inspiração romana a distingue entre as cidades europeias.

Com o passar do tempo, a palavra triunfo foi sendo assimilada nos tempos de paz e passou a referir-se às vitórias sobre desafios, problemas graves e obstáculos ou expressar o êxito diante da batalha por uma vida bem-sucedida.

Mas e quanto às pessoas? O que nos distinguem como seres triunfantes?

São inumeráveis as atitudes, ações e comportamentos que podem reforçar os fatores de sucesso em qualquer iniciativa. Entretanto, talvez a imagem de um viajante com equipamentos eficientes para levar sua viagem a bom termo seja uma boa imagem quando tentamos descobrir os ingredientes da atitude vencedora.

A primeira crença que impulsiona ao sucesso é saber que as estradas são compartilhadas e que não existe jornada solitária, portanto, é preciso saber caminhar junto e enfrentar saltos, abismos e desvios com os demais que precisam avançar na estrada.

Antes de iniciar, é preciso ter uma bússola que nos leve pela trilha certeira. Na viagem rumo à autorrealização, a bússola é o autoconhecimento, pois é preciso saber onde queremos chegar e porque esse destino faz sentido para nós.

Mas atenção viajantes, a bússola do autoconhecimento só funciona com humildade.

A palavra humildade vem de húmus que é a matéria orgânica propícia ao crescimento dos vegetais. Na existência, a humildade é que propicia a autocrítica necessária ao aprendizado de habilidades e atitudes e ao aperfeiçoamento dos ‘pontos cegos’. Aqueles defeitos e dificuldades que temos, mas que só são percebidos pelos outros.

Quando se fala em humildade é preciso um alerta. A humildade é um equipamento complexo uma vez que só funciona acoplado à escuta. Só há humildade com disposição para ouvir o outro e desarmar-se para considerar seus pontos de vista.

O maior perigo quando falta a humildade é a presunção. Por isso, cuidado! Se não estivermos dispostos a enxergar e aceitar limites podemos nos tornar presunçosos e atrair a rejeição dos companheiros de viagem.

Além do autoconhecimento e da humildade precisamos ter na mochila, uma boa dose de ousadia.

A ousadia é a atitude própria dos que fogem da autocomplacência e alargam passos para conquistar espaços inusitados ou correr riscos necessários.

É importante atentar para o modo de usar da ousadia. Quando utilizada de forma desmedida ou inopinada pode destroçar a autoconfiança pelos efeitos nefastos que provoca, quando não for é dosada com prudência, análise e senso de realidade.

Pronto, agora que você já pôs na mochila, a consciência da alteridade, o autoconhecimento, a humildade, a escuta e a ousadia, você está preparado para integrar outra indispensável ferramenta: a coragem.

A coragem é a junção da vontade, da disciplina e do caráter. A coragem é o coração da atitude e o tempero da ação. Sem ela, procrastinamos, desistimos, sabotamos sonhos.

Finalmente, pegue sua mochila, mire o horizonte e mantenha o espírito aberto para reconhecer tropeços, acertar o passo e seguir na direção do futuro. Rumo a você mesmo.

 

Posted In:

7 Comments

  1. Tinha um professor que dizia que o tempo é uma criação cultural, portanto, uma obra do homem, e que por isso mesmo, não servia para marcar a mudança nas coisas, como as vezes temos a ilusão. Na verdade, o tempo marca apenas a nossa passagem pela vida, o nosso momento no mundo. Assim, devemos aproveitar esse momento transitório que é a vida, da melhor forma. Qual forma seria? Aquela mais sincera possível a nossa natureza . Como saber que as nossas escolhas são consentâneas com nosso ser?Através do auto-conhecimento. Por sua vez, este auto-conhecimento advém também da humildade e da própria idéia de que a vida é passagem.
    “O que é grande no homem, é que ele é uma ponte e não um fim: o que pode ser amado no homem, é que ele é um passar e um sucumbir”. — Nietzsche, Assim Falou Zaratustra

    P.S.: perdoe os erros, ainda não me adaptei as reformas da língua-mar.hehehehe.
    Parabéns,um beijo.

  2. Parabéns pela iniciativa e realização, Lidu!
    Me sinto agraciada com o seu blog! Sinto como se ele tivesse sido feito para mim, pois me identifiquei muito com a proposta dele. Já pensou em quantas pessoas terão esta mesma sensação?! Valeu a pena, viu!
    Um abraço

    1. Alu,
      O objetivo do blogdotriunfo é esse mesmo. Compartilharmos nosssos saberes e dúvidas para nos aproximarmos do nosso florescimento pessoal.
      Beijo

  3. Lidú,

    Parabéns pela idéia, pelo texto, pelo exercício proposto, enfim, por esse espaço que nos dará a chance de estar mais próxima de você. Vou ser leitora assídua. Tudo de bom pra você.

    Gaby

  4. Lidu, seu Blog é um presente a todos nós neste 2009, parabéns por mais essa realização, você é um exemplo do que é compartilhar! beijos saudosos, amiga.
    Irani

  5. Saudades de ti….Parabéns e muito lisongiada de poder ter acesso aos seus textos.Te desejo um 2009 muito iluminado!!!!Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s